quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

California Dream: San Diego part 2

San Diego é uma cidade no Sul da Califórnia (SoCal) e faz fronteira com Tijuana, uma cidade do México. É bastante conhecida por suas praias maravilhosas, pelo clima bem parecido com o Brasil e pelas pessoas receptivas, tendo um número muito alto de estrangeiros o ano todo e bastante brasileiros.

Pacific Beach, definitivamente o melhor lugar de San Diego!

Assim que desembarquei na cidade, já estava maravilhada com o taaaanto de palmeiras que eu encontrei! Foi realmente difícil acreditar que estava acontecendo, eu me senti em um filme o tempo todo, minha ficha não caía e nunca estive tão feliz em toda minha vida. Como perdi meu transfer, tive que pegar um táxi até minha acomodação e estava muito cansada (contando: passei praticamente 7 horas no aeroporto de Guarulhos em São Paulo, no sábado, foram 10 horas de viagem até Detroit, depois passei 4 horas esperando o voo pra San Diego e mais 4 horas de viagem até o destino final) e com jet lag (por causa do fuso horário, fiquei bem perdida já que sem internet meu celular não atualizava a hora) e quando, finalmente, achei que poderia descansar, percebi que tudo estava fechado por que era domingo e eu ainda não tinha um chip americano para ligar para o número de emergência que a agência me deu. Foi um pouco desesperador, até que depois de um tempo encontrei uma mulher que foi muito boa e me ajudou muito, ligando para o número, me levando para o quarto e me mantendo calma (afinal, eu estava sozinha em um outro país, sem poder me comunicar com ninguém e cansada. Os americanos são conhecidos por serem grossos e eu fiquei com medo disso quando cheguei, mas em San Diego as pessoas simplesmente amam turistas e brasileiros e essa mulher até me deu um abraço, foi realmente acolhedora e me tranquilizou).

Chegando na minha acomodação, eu descobri que dividiria meu quarto com uma equatoriana e que no apartamento tinha outro quarto com mais duas meninas (na primeira semana foi uma brasileira e uma italiana que eu mal via e no resto foram duas garotas da Suíça, que eram muito fechadas e que falava muito a língua delas que ééé... hahaha, aqui vai a primeira pesquisa porque não sei o que elas falavam: na Suiça eles falam alemão, francês, italiano ou romanche). Bem, foi meio estranho quando cheguei, mas graças a Deus, eu encontrei a melhor pessoa que poderia ser minha roommate (colega de quarto) no mundo. Eu sempre falo que a vida se encarrega de colocar quem a gente precisa no nosso caminho e definitivamente a Andrea (minha colega de quarto do Equador) é uma dessas pessoas. A gente de seu tão bem, que parecia que já nos conhecíamos! Ela foi minha irmã por 3 semanas, já que ela tinha chegado uma semana antes e me ajudou muito com tudo, até me ensinou a cozinhar hahaha. Eu nunca pensei que poderia sentir um amor tão sincero por alguém em tão pouco tempo, a gente ia para praia, para a jacuzzi da acomodação, almoçávamos e jantávamos juntas, víamos tv todas as noites e íamos pro shopping comprar muuuuito, todo dia! (Nos próximos posts, falarei de todos os pontos turísticos, dos restaurantes e dos shoppings.)

Bem, esse era meu quarto, quando eu cheguei... ainda arrumado, porque depois era impossível andar de tanta roupa espalhada! (a faxineira ia só nos finais de semana, vocês imaginam como era a situação hahhaha, ainda bem que a Andrea era como eu e bagunçava junto comigo, ela até levou umas roupas minhas pro Equador hahaha)
E esse é a parte dela quando eu cheguei, acho que foi amizade á primeira vista quando vi essa bagunça hahahah (como dá pra ver na foto, a janela do quarto dava pra varanda do apartamento, que era voltada pra rua com um muro mínimo! Como toda cidade americana, lá era muito seguro mas eu tive meio um ataque de pânico -tenho muito medo de tudo, depois que eu fui assaltada- um dia que as meninas foram pra Las Vegas e eu tive que dormir sozinha.)
A sala, dá pra ver melhor o muro e a bagunça da varanda por causa das festas que tinham lá (ps: era 8 HORAS DA NOITE quando a foto foi tirada).
No condomínio (Bay Pointe, residência estudantil localizada em Pacific Beach, sempre tinha festa em algum apartamento e tem muito estrangeiro, é muito bom para fazer amizade e treinar o inglês)
Eu e a Andrea, no 4 de julho (o melhor feriado dos Estados Unidos e vou detalhar mais tarde).
Em uma das festas que teve no nosso apartamento, a polícia apareceu e invadiu, acho que isso é normal lá haha, e eu tive que me esconder porque a maioridade de lá é 21 anos e eu não posso beber de maneira alguma.
Na piscina da acomodação, o calor era realmente de matar hahaha.
Todo dia a gente ia ver o pôr do sol na praia.
Quando a gente cansava de comer fast-food, tentávamos fazer uma janta com a comida mais normal possível hahaha, e saía isso. Sentia muita falta de arroz com feijão.
Meu aniversário, ela comprou esse cupcake para a gente cantar parabéns pra mim. Significou muito, já que eu estava longe da minha família e amigos.
Meu aniversário. Ter a companhia dela fez tudo valer a pena.
Meu recadinho quando ela foi embora, foi horrível! Sou péssima com despedida e chorei muito :( Espero que um dia a gente possa se ver de novo, te amo Andrea <3

Alguns momentos com minha roommate, que foi parte fundamental da minha viagem. Logo mais, conto sobre as outras pessoas maravilhosas que conheci e me ensinaram muito sobre amizade. Como nem tudo são flores, na minha segunda semana foi meu aniversário e fiquei com muita saudade da minha família e também estava passando por alguns problemas no meu namoro e felizmente tive do meu lado pessoas que me ajudaram a encarar meu mês sempre feliz e grata pela oportunidade que foi me dada. Cada palavra e cada abraço das minhas amigas (falo da Carol mais tarde) foi essencial e vou levar para a vida que "dia feliz a gente que faz". Muita gratidão.

Beijos, Letycia

7 comentários:

  1. AHHHHHH!!! Ouvi meu nome por aqui ein! <3 (é melhor falar bem de mim), te amo sddsss xau

    ResponderExcluir
  2. Essa residência estudantil é boa? Nas agências que eu fui sempre mostravam essa Bay Pointe e a Vantaggio, procurei sobre as duas mas as opiniões divergem bastante. Pode me falar os pontos positivos e os negativos da Bay Pointe? E em qual escola você ficou? Estou quase decidida a estudar na Intrax mas até fechar com a agência gostaria de conhecer as opções haha Beijos, http://kamilacavalcante.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, eu gostei muito do Bay Pointe e conheço gente que morou no Vantaggio (inclusive, um "primo" meu está lá agora, se você quiser mais detalhes posso falar com ele depois) que também gostou mas achou um pouco desorganizado porque me falaram que as festas de lá as vezes atrapalhavam de estudar ou dormir, por exemplo. No Bay Pointe, as festas tecnicamente tinham hora pra acabar, então não atrapalhava muito. Bem, o ponto positivo do Bay Pointe pra mim: perto da praia e dos bares, muita gente nova e bonita. O ponto negativo: meio longe da escola, mas os transportes públicos funcionam lá, então era so pegar o ônibus e um trem que te deixava na rua praticamente da Intrax. O ponto positivo do Vantaggio é que é no centro, perto da escola e não precisava pegar ônibus.
      A Intrax é muito boa, dizem que é a melhor (ganhou uns premios que não sei muito bem haahah) masss é a mais cara! Existe várias outras escolas mais baratas, porém não tão qualificadas,
      Espero que tenha te ajudado, qualquer coisa pode perguntar :) Beijos

      Excluir
  3. Que incrível! Estou adorando acompanhar sua trajetória! <3

    Um beijão, Rachelli Carpaneda.
    http://www.sonhandoalto.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí que bom que você ta gostando, fico muito feliz e animada pra postar mais. Beijos.

      Excluir

 

19 primaveras Template by Ipietoon Cute Blog Design